05 agosto 2007

Salmão Grelhado



Apesar de não ter nada diferente e ser uma receita simples, estou publicando para quem tem alguma dúvida sobre este prato. O salmão grelhado é um prato muito saudável, apesar de ser muito caro, pois é um peixe importado, tem sido um hábito aqui em casa, devido ao tratamento que meu filho Lucas faz, ele sofre de duas doenças ósseas (osteogeneses imperfecta e displasia fibrosa óssea). Para quem como ele tem necessidade de calcio e vitamina D é uma boa indicação.


Salmão Grelhado (p/1 pessoa)
Ingredientes:
1 filé de salmão
sal e pimenta-do-reino à gosto
sumo de limão
1 dente de alho picado
Modo de Fazer:
Tempere o salmão com o sal, a pimenta, o alho e algumas gotas de limão. Aqueça uma grelha e doure cada lado do filé. Sirva a seguir.

Obs.: Se for servido com algum tipo de molho, diminua a quantidade de sal que está acostumada a colocar. No salmão, o sal deve ser bem suave para não tirar o sabor do peixe.

6 comentários:

receitinhas da belinhagulosinha disse...

salmão grelhado k maravilha..
parabéns bjokas grandes

Romy disse...

se há algum peixe que eu adoro é salmão... e o fumado então..humm
um manjar dos Deuses. :-P

Elvira disse...

Por cá, o salmão de viveiro até é barato. Grelhado, fica sempre uma delícia. :-)

thiago disse...

uma delicía salmão grelhado.
tenho uma filha com 2 aninhos,ela trata de eplepsia.
fiquei sabendo que o salmão é ótimo para pessoas com convulsões.
será que é verdade ??
bom sabádo pra tds...

rubia silva disse...

bom dia é verdade que salmão é bom pra crianças.
aparti de quantos anos pode comer esse peixe ??
bjss...

Patrícia Teniz disse...

Dois comentários me fizeram pesquisar um pouco sobre peixes, crianças e algumas doenças... Então, lá vai:

Um estudo feito pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) mostrou que o ácido graxo ômega-3 protege e estimula a formação de novos neurônios, ajudando no tratamento da epilepsia e também às pessoas que tiveram um AVC (Acidente Vascular Cerebral).

Encontramos ômega-3 principalmente em peixes gordos como o salmão, sardinha, atum, anchova, bacalhau e também em nozes. Temos também alimentos enriquecidos com esta substância, como leite.

Lembrando que o peixe deve ser consumido somente para ajudar no tratamento e não deve ser substituído pela medicação. Também deve ser consumido por cerca de 3 vezes por semana.

Além do ômega-3, peixe é rico em proteínas (podendo tranquilamente substituir a carne vermelha), uma grande quantidade de minerais como cálcio, fósforo, iodo e cobalto, além de vitaminas como a A, B e D.

Pode ser introduzida na alimentação da criança à partir dos 6 meses de idade, mas, se tiver algum problema de alergia na família, pode-se esperar mais um pouco, e incluir um tipo de peixe de cada vez.

Lembre-se, como o peixe é um alimento saudável, evite frituras! Procure fazer assados, cozidos e grelhados.

Thiago, espero que sua filhinha fique bem, e que volte à ter uma vida normal, sem crises de epilepsia!

Acesse os links abaixo para saber mais!
http://www.mardanoruega.com/Notícias/34708.cms
http://www.copacabanarunners.net/peixe-saude.html

Até mais......